Ortodontia

A ortodontia é a área da odontologia que atua na correção das más posições dentárias.  A posição alterada dos dentes, além do impacto negativo no sorriso e no perfil facial do paciente, traz consigo muitas desvantagens. Uma oclusão não-estável pode gerar distúrbios na articulação mandibular, provocando dores nos músculos adjacentes, dores de cabeça e ruídos à mastigação.
A ortodontia busca então não só o correto posicionamento dentário como uma harmonia facial, devolvendo assim a auto-estima ao paciente. Fundamentalmente busca-se também um correto engrenamento dos dentes, evitando assim problemas futuros na articulação mandibular.

Devido às exigências estéticas atuais da sociedade, hoje em dia muitos pacientes adultos têm procurado os consultórios em busca de um sorriso perfeito. Em cima disso, surgiram os aparelhos estéticos (compostos de cerâmica), sendo quase imperceptíveis, proporcionando um grande conforto social ao paciente.

Tenho 50 anos, posso colocar aparelho?

Não há limite para colocação de aparelho. Todos os pacientes podem usufruir da ortodontia, excetos casos graves de periodontia (inflamação nos tecidos de suporte aos dentes), no qual o tratamento está contra-indicado.

A idade ideal para o tratamento varia de caso para caso, porém, é no início da puberdade (entre 11 e 13 anos) em que o crescimento ósseo ainda não está completo que conseguimos melhores resultados.

 

Tipos de aparelhos

Brackets metálicos
É o bracket convencional. Indicado para todos os tipos de tratamento, sendo o mais usado.

 

Brackets de policarbonato
Têm um grande índice de atrito e não suporta bem certos movimentos. Por ser plástico, altera um pouco sua cor durante tratamentos longos devido à incorporação de pigmentos. Têm sua indicação restrita para retratamentos ortodônticos onde não se necessita muito deslize dentário.

Brackets estéticos cerâmicos
Subdevidem-se em policristalinos e Monocristalinos (safira). Os monocristlinos (safira) caracterizam-se por serem brackets extremamente translúcidos (transparentes), imitando a cor dos dentes de cada paciente. Têm a grande característica de se manter inerte aos fluídos bucais, sem mudar de cor até o final do tratamento. Indicado para pacientes que querem o máximo de discrição no tratamento com brackets. Já os policristalinos, apresentam-se com uma cor um pouco mais branca, porém têm suas características muito próximas aos brackets de safira.

Brackets autoligados
São brackets que dispensam o uso do amarrilho elástico (borrachinha), evitando o manchamento dessas. Podem ser metálicos ou estéticos (cerâmica). Essa técnica permite um maior espaçamento entre as consultas, proporcionando um maior conforto ao paciente. Indicado para pacientes extremamente exigentes.

APARELHOS TRANSPARENTES | CERÂMICA | SAFIRA

APARELHOS TRANSPARENTES | CERÂMICA | SAFIRA

APARELHO TRANSPARENTE 

O tratamento ortodôntico através de brackets é o que há de melhor no mercado quando aliamos eficiência, resultado e etabilidade. A técnica com o uso de brackets iniciou no início do século passado e vem se aperfeiçoando muito até então. Diferentemente de outras técnicas recentes, que muito prometem, mas não possuem o mesmo controle da mecânica ortodôntica, entregando ao paciente um resultado pobre em detalhes, e com estabilidade duvidosa.

                Atualmente na odontologia, com esse desenvolvimento de materiais, tornou-se muito mais fácil colocar aparelho dentário. Com o advento dos aparelhos fixos transparentes (cerâmica e safira), muitos adultos, que antes tinham vergonha de usar o aparelho metálico, passaram a procurar o tratamento ortodôntico, pelo fato de esse ser muito mais estético e delicado.

Os brackets transparentes dividem-se em dois tipos: os brackets de cerâmica e os brackets de safira.

Suas principais diferenças são a forma como são fabricados (alumina policristalina e monocrislina) e a claridade óptica, sendo a policristalina um pouco mais opaca e menos translúcida, devido ao tamanho das partículas. Entretanto, possuem uma excelente resistência, baixíssimo índice de descolamento e estabilidade de cor (não mancha), pois é inerte aos fluidos bucais.

A grande vantagem desses aparelhos é que funcionam exatamente iguais aos aparelhos metálicos comuns, portanto o ortodontista tem total controle sobre a mecânica utilizada e apoio científico de praticamente cem anos de estudos com essa técnica.

O bráquete cerâmico (policristalino) é produzido através de partículas de óxido de alumínio, que junto a um aglutinante e altas temperaturas, ajudam a dar forma ao bráquete. A desvantagem desse processo é que, ao redor das pequenas partículas, ainda permanecem pequenas imperfeições (o que dá o aspecto mais esbranquiçado ao aparelho, fazendo-o mais opaco).

                                                          

O bracket transparente de safira (monocristalino), por sua vez, é  produzido a partir de cristais individuais de safira, produzidos a partir de uma massa fundida de óxido de alumínio em temperaturas extremamente altas, sendo resfriada lentamente, o que confere um maior controle na cristalização. Dessa forma, o cristal obtido é muito mais puro, e sua estética possui uma translucidez muito maior.

 

Aqui, no coração da Zona Norte de Porto Alegre, próximo à Avenida do Forte, você encontra o que há de melhor em aparelhos ortodônticos transparentes, com ortodontistas capacitados para você sorrir mais!